quarta-feira, 21 de julho de 2010

São Paulo, 18 de julho de 2010.


A Paz do Senhor Jesus Cristo!

Com muito prazer, apresentamos o Projeto Philadélfia, analisando este tema “Plano de Salvação”.

Observe, inicialmente, que toda a essência do homem converge para um ponto interior que é o “Amor” e, que este sentimento está vinculado a uma dimensão que é o “Tempo”.

Diante disso, vamos tentar responder a esta pergunta: “Quanto tempo dura o Amor?”.
Para responder esta pergunta precisamos analisar cada item de forma isolada, pois depende de duas referencias de posicionamento; de dentro para fora ou de fora para dentro.

1º) Quando falamos em “tempo físico”, codificamos com o movimento do sol e da lua e o envelhecimento do nosso corpo material.
Quando falamos em “tempo espiritual”, precisamos crer em quem criou o universo e no seu poder de nos posicionar na história (Bíblia).

2º) Quando falamos em “amor emocional”, verificamos que a sua existência é proporcional ao sentimento de posse e na capacidade de dominá-lo através de técnicas subliminares de induzi-lo a uma gaiola de ilusão.

Quando falamos em “amor espiritual”, observamos que ele é maior que a razão e não gera opressão, pois não depende de agentes de controle.

Vamos focar agora em um tempo não cronológico e num amor infinito. Ambos estão alem da razão, mas são reais, pois não envelhece e nos trás fé no poder da unção.

Analise agora a vida de Jesus.

Suas palavras se cumpriram, seus sentimentos permanecem e o livro de sua vida (Bíblia) continua intacto e nele Ele disse que deixaria o Espírito Santo para nos ensinar a viver.
Observe que a sua vida se baseou em 3 partes: 3 anos de ministério social, 33 anos de ministério físico e 21 séculos de ministério espiritual (unção).

Então a interpretação da letra esta no “Amor”, e a posição no tempo está nos acontecimentos dos fatos.

Medite agora nesta pergunta: “O que é família?”.
- Seria ser conivente com os padrões de consumo ou lutar contra o bullying induzido do sistema.
- Seria permitir a idolatria do “medo subliminar” ou viver a fé que gere o amor.
- Seria pedir a Deus para ver o oculto ou se oferecer para ser útil e então receber a visão espiritual.
- Seria entrar na luta pela visão recebida ou esperar em Deus o momento para ser capacitado.
- Seria confiar na razão para ouvir a voz de Deus ou na sinceridade para ser dependente.
- Seria sair do Egito (sistema dos homens) e ser derrotado em Canaã (idolatrar a terra) ou caminhar no deserto (fé no amor) para aprender a conquistar a vida eterna (amor espiritual).
- Seria pregar a “Porta Larga”para ser derrotado por espíritos ou a “Porta Estreita”para a salvação de almas.
- Seria viver em Jó a unção do povo judeu ou negar o holocausto para dizer que Satanás não conhece a Bíblia.
- Seria criar muros para viver neste tempo ou crer em Deus para viver o milênio.

Seria então, ”Plano de Salvação”, o resgate de nossas famílias através da antecipação do arrebatamento, acelerando a divulgação do evangelho? (Ap.6:1 a 17).

Portanto, nos corações sensíveis dos adoradores está o relógio do tempo para o portal do “Amor Eterno”.

 Até mais, fique com Deus.
Sérgio H.


Nenhum comentário: